GivingTuesday Portugal – A FUNDAÇÃO NARCISO FERREIRA vai participar!

Dia 30 NOV | GIVINGTUESDAY PORTUGAL

O GivingTuesday é o maior movimento global de generosidade, presente em mais de 70 países. Inspira centenas de milhões de pessoas a dar um pouco de si, seja dando um pouco do seu tempo a uma organização, doando roupas, fazendo alguém sorrir ou estando lá para ajudar as pessoas de quem gostamos. Todos os atos de generosidade contam e todos temos algo a dar.

A FUNDAÇÃO NARCISO FERREIRA respondeu ao desafio e vai avançar com um pedido de ajuda na concretização de um projeto/sonho “MIRA-MADE IN RIBA DE AVE”. “MIRA- MADE IN RIBA DE AVE” é um projeto que tem como objetivo a inclusão na vida ativa de desempregados. Pretende-se realizar, para um primeiro grupo de 15 pessoas, um curso de Formação profissional em Marketing Digital de 300 horas, que culminará na criação de uma microempresa que acolheremos num centro de empreendedorismo, dando todo o apoio logístico necessário ao arranque da empresa durante 2 anos. Precisamos de equipar o centro de Formação Profissional com computadores, secretárias, cadeiras, quadro eletrónico e gostaríamos que nos ajudassem nesta missão de voltar a dar esperança a esta zona de Riba de Ave tão afetada com a realidade do desemprego provocado pelas várias crises financeiras que determinaram o fecho de grande parte das indústrias têxteis da região do Vale do Ave.

A Fundação Narciso Ferreira já possui as instalações, e o nosso pedido vai no sentido de colaborarem no processo de equipar este centro com computadores, impressora, quadro eletrónico, mesas e cadeiras. E é este o nosso pedido nesta “Giving Tuesday”. Como podem participar ? Fazendo donativos em material (computadores portáteis, impressoras, projetor, quadro eletrónico) que poderão ser entregues na Avenida Narciso Ferreira, 92, em Riba de Ave, ou fazendo donativos em dinheiro para o IBAN PT50003300004561900426205

Atelier Cabaz de Natal

3 de dezembro de 2020, hoje na Fundação Narciso Ferreira ensinamos a fazer um cabaz de Natal simples, com alguns materiais reciclados, bolachinhas deliciosas feitas na altura e cozidas nos  fornos da padaria do Sr. José Pedro, a quem desde já agradecemos a amabilidade !
A Fundação Narciso Ferreira agradece  também á Senhora Dra. Renata Veiga Anjos da kuki by Renata e gestora hoteleira, pela excelente formação que proporcionou hoje à população de Riba de Ave e freguesias vizinhas !
Finalmente, um grande obrigada às nossas alunas, que sempre com boa disposição e vontade de aprender nos fazem continuar a trabalhar para esta região tão preciosa !

Fundação Narciso Ferreira reforça apoio às famílias carenciadas, com a distribuição de mais 50 cabazes

Fundação Narciso Ferreira reforça apoio às famílias carenciadas, com a distribuição de mais 50 cabazesA Fundação Narciso Ferreira distribuiu esta segunda feira, 18 de maio, 50 cabazes de produtos alimentares, a famílias carenciadas da freguesia de Riba de Ave. A iniciativa teve lugar na Casa da Memória, onde está patente a exposição comemorativa dos 75 anos da Fundação.Os cabazes, que continham sobretudo bens de primeira necessidade, foram oferecidos pelo Conselho de Administração da Fundação Narciso Ferreira, na pessoa do seu presidente, o Comendador Raúl José Ferreira. Correspondem a um reforço dos mais de 200 cabazes, que já tinham sido distribuídos nos meses de março e abril e que comprovam o compromisso da Fundação para com o seu papel de Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS).A ação decorreu em conformidade com as normas de segurança higiénica impostas pela Direção Geral da Saúde. O uso de máscara foi obrigatório e foi imposto um limite de duas pessoas a permanecer no interior da Casa de Memória. No exterior, foi mantida uma distância de 2m entre os que aguardavam entrada.Para celebrar o Dia Internacional dos Museus, a iniciativa decorreu na Casa da Memória da Fundação, oferecendo a oportunidade de visita à exposição que recorda as origens e a atividade da Fundação Narciso Ferreira ao longo dos seus 75 anos de história.

FUNDAÇÃO NARCISO FERREIRA – COMUNICADO

A Fundação Narciso Ferreira, Instituição Particular de Solidariedade Social, vem por este meio comunicar a tomada de decisão dos seus Órgãos Sociais, face aos últimos desenvolvimentos motivados pelo Estado de Emergência Nacional decretado pelo Governo entre meados de março e final de abril de 2020, devido à Pandemia do Covid-19, nomeadamente no que às Rendas dos Inquilinos diz respeito.

As grandes preocupações com o assunto do Covid-19, que veio influenciar o quotidiano das populações, não passou ao lado da Fundação Narciso Ferreira. Aliás, no cumprimento escrupuloso dos seus Estatutos, e quando grande parte do comércio e da atividade económica se encontrava encerrado, a Fundação esteve no terreno apoiando largas dezenas de famílias carenciadas, quer na distribuição de bens alimentares, frutas e legumes, quer na facilitação do acesso dos mais vulneráveis, a medicamentos, a material de proteção e a material escolar/pedagógico, de forma a que as pessoas não tivessem necessidade de sair de casa para obter o que mais precisavam, já para não mencionar outros casos de pedidos de ajuda.

Perante esta missão de apoiar as famílias mais pobres e necessitadas, que muito nos orgulha apesar do esforço suplementar que tivemos de fazer nos últimos 2 meses, uma vez que a Fundação Narciso Ferreira não tem apoios externos e viu a única receita de que dispõe – as rendas do aluguer do seu património – seriamente comprometida com o atraso no pagamento de algumas Rendas, o que compreendemos, ainda assim conseguimos prestar apoio urgente e emergente, principalmente às crianças.

Deste modo, sensíveis e solidários com os nossos Inquilinos – congratulando-nos antes de mais com aqueles que conseguiram, até à presente data, regularizar os pagamentos -, que manifestaram durante a primeira semana de maio, as dificuldades sentidas em cumprir as suas obrigações perante o encerramento decretado pelo Governo, e que deste modo não tiveram oportunidade de manter os estabelecimentos comerciais abertos, a Fundação Narciso Ferreira decidiu facilitar o pagamento dos meses de abril e maio em prestações suaves, até final do verão do presente ano, a pagar mensalmente em parte iguais.

Neste âmbito, e tendo em conta as dificuldades da Fundação Narciso Ferreira também em cumprir as suas obrigações, face ao atrás exposto, só conseguiremos continuar a nossa missão de solidariedade social com as receitas das Rendas, tendo inclusivamente, ainda em março, cancelado todas as ações culturais e educacionais (pese embora também contempladas nos Estatutos) que estavam previstas até final de agosto, com o intuito de canalizar todos as verbas para a ajuda aos mais pobres.

A exemplo, no próximo dia 18 de maio, pelas 15h00, a Fundação Narciso Ferreira irá distribuir, nas suas instalações, 50 cabazes de produtos de primeira necessidade a 50 famílias identificadas como prioritárias na ajuda mais emergente, pretendendo continuar com a iniciativa, através do projeto Fundação Solidária. + info www.fnarcisoferreira.org

O Presidente da Fundação Narciso Ferreira, Raúl José Ferreira