Mérito

O notável dinamismo protagonizado pelas administrações da Fundação Narciso Ferreira foi sempre reconhecido com mérito, destacando-se neste campo o filho de Narciso, Raul Ferreira, sobretudo pelas ações de urbanização e embelezamento em Riba de Ave, não esquecendo o importante património imobiliário acrescentado pela família.

A área de apoio social aos mais desprotegidos continuou a ser uma preocupação, tal como a área cultural e pedagógica, principalmente no apoio a ações educativas e de recreio para as crianças e jovens, como ficou também patente na construção do magnífico palacete destinado a Colónia de Férias, que funcionou durante anos em Vila do Conde.

Essa ação filantrópica, segundo os principais caritativos da Igreja Católica, mereceu a atenção do Papa Pio XII que, em agosto de 1947, agraciou Raul Ferreira com o título de Conde de Riba de Ave. Na década seguinte, Riba de Ave era merecedora de diversas visitas oficiais, ao mais alto nível, bem como homenagens à família ferreira, muitas delas organizadas pela própria população.

As Autarquias protagonizaram também este reconhecimento com a atribuição da Medalha de Ouro a Narciso Ferreira, a título póstumo, e à Fundação Narciso Ferreira.